Templates da Lua

Créditos

Templates da Lua - templates para blogs
Essa página é hospedada no Blogger. A sua não é?

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

.



Eu estive sorrindo por muito tempo... Um sorriso falso, cheio de dentes, amarelado pelo tempo, pelo café, pelas mentiras, pelos seus beijos, pela sua ausência... Amarela também anda minha carne, suja com essa realidade que me rodeia, com essas mãos que me tocam, encardida, suja e maltrapilha, minha carne.

Meus dedos, contorcidos e machucados. Sangram. Cortei-me tanto tentando tirar algo que não sei o que é de um lugar que não sei onde fica. Ouvi alguns dizerem... alma... Meu sorriso amarelo sussura minha loucura, esta sim, branca, única imaculada minha. Pensamentos insanos, dementes, doentes, soberbos. Com quantas mortes se faz uma felicidade? Com quanto sangue encarna-se minha carne? Com quanto ódio esbranquece-se meu sorriso?

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

.


Luzes douradas e vermelhas se derramam sobre as árvores ao meu redor.Todo os dias venho sentar-me paciente nesse velho banco rabiscado. Nomes de casais, pichações e o desgaste natural de décadas de uso dão ao banco um ar imponente, sábio. "Você não sabe o quanto já vi. Quantas chuvas suportei, quantos sóis e quanta gente. Sou antigo, maltratado, mas continuo aqui."- ele me diz.
Está um lindo pôr-do-sol hoje.
Assim como todos os dias.
Sinto um cheiro indefinível no ar. Inefável.
Se fosse possível descrever a sensação de um beijo terno e morno, em meio a um dia frio, em meio a tristezas, em meio ao mundo,em um aroma, seria esse. Se fosse possível descrever um cheiro de porto seguro, de um andar solitário em um dia cinza, o cheiro de uma brisa carregada de saudade e amor, seria esse o cheiro.
Todos os dias, à essa mesma hora, sento-me no velho banco, fecho um pouco os olhos, e seguro mais firmemente o livro aberto em minhas mãos.
Valeria a vida a pena, apenas por esse cheiro.
Essa sensação.
Há um espaço vazio ao meu lado.
Sempre há.
Todos os dias.
O sábio banco olha-me com paciência.
"Ele virá. Eles sempre vêm."
Todos os dias, espero alguém, que assim como eu, sinta que a vida precisa de um certo encanto, um aroma e
um pôr-do-sol para valer a pena.

Saudades de Brasília, minha cidade do céu maravilhoso e do pôr-do-sol mais lindo.